terça-feira, julho 26, 2011

DBR - Custos?

Na semana passada um participante abordou-me sobre o custo da inscrição na DBR dizendo que era uma prova com uma inscrição exageradamente alta. Eu apresentei os argumentos...mas vamos por partes...

Quando definimos o valor da inscrição, fizemos um estudo detalhado sobre os custos que teríamos para organizar a DBR com este formato. Na altura não contabilizamos os apoios que poderiam vir, mas ainda bem porque senão agora estávamos TRAMADOS!


Contabilizamos os custos da promoção da prova, os custos logísticos (carros, gasóleo, etc), o custo dos abastecimentos, custos dos reconhecimentos (de carro e de jipe), das marcações e o custo da SEGURANÇA. Em variadíssimos provas por este país fora as organizações preferem oferecer (mais uma) Jersey em vez de investir na segurança dos atletas. Arrisca-se demasiado e espera-se que no final tudo corra bem, ou se correr mal, que corra ''ao outro''. Nós não fizemos essa opção, nós investimos na segurança, aliás é uma prioridade! Preferimos que os atletas comprem a jersey se lhes agradar e não para ser mais uma para a gaveta.

Elaboramos um plano de segurança que conta com 60 paginas. Este plano é entregue às corporações de bombeiros e outras entidades envolvidas . Por falar em bombeiros, são cerca de 60 bombeiros destacados para os 3 dias de prova que estão espalhados pelos 5 concelhos que abrange a prova.


Se olharem para o mapa e virem a área que a DBR cobre, facilmente chegam à conclusão que é ENORME! Além de ser enorme, são locais remotos nas 3 serras que dificultam a deslocação. Obstáculos naturais que tem de ser contabilizados e que obrigatoriamente aumentam os meios que estarão no terreno.

É a primeira vez que organizamos 3 dias de prova e por isso as nossas referencias em termos de custos podem estar até erradas, mas se o estiver será sempre em nosso ''desfavor''. Pela experiência que temos internacional, os (bons) eventos em Portugal são baratos para a qualidade que oferecem. Muitas das vezes os eventos ''baratos'' acontecem à margem das leis e seguindo critérios jurídicos necessários .



Imaginem um restaurante...vocês entram, tem um bom serviço, um bom cenário, um bom atendimento, um bom prato e no final pagam um valor que consideram justo. Não ficam a pensar se foi caro ou barato, foi justo para aquilo que ''receberam''.


Esperamos todos que a DBR seja assim!

Boas pedaladas!

14 comentários :

  1. Bom, relativamente a este assunto o que posso dizer em primeiro lugar é que por vezes nao ha dinheiro nenhum que pague aquilo que certas pessoas fazem pelos outros... No caso da DBR tenho a certeza que o valor em causa é certamente o justo para que tudo possa correr a 100%. Ja fui a maratonas que 20euros foi caro e a provas que 1.600euros foi barato... por isso nao vale a pena fazer "prognosticos antes do jogo"...
    Ja agora aproveito para vos agradecer, Joao e Ze, por nos proporcionarem um fim de semana de luxo "LOW COST"... Abraço

    ResponderEliminar
  2. a DBR é a unica prova com " value for money " em Portugal!

    Abraço.
    Filipe Pereira

    ResponderEliminar
  3. Ora bem, antes de mais parabéns por não enveredares pela postura tradicional de outras orgs em que a estas objecções respondem com um "só vai quem quer", o que, diga-se em abono da verdade, também não era espectável vindo de ti.
    Quanto á questão central desta tua "justificação", perdoem-me os mais "sensíveis", mas para mim é uma falsa questão. Podemos perder tempo a discutir o que é o significado de caro ou barato, e nunca chegaremos a qualquer conclusão, na medida em que o que nos faz adjectivar qualquer bem ou serviço de caro ou barato é o valor que o mesmo tem para nós, e exemplifico com um bilhete de 20€ para bem o Benfica para mim é um roubo, mas daria 40 para ver o Porto e achava barato…..(brincadeira).
    Assim sendo acho que esta não deve ser uma preocupação para ti e deves sim centrar as tuas energias naquilo que (já demonstras-te) sabes fazer bem, que é proporcionar, não um dia, mas sim 3 dias (sublinho para os mais distraídos) de BTT sem igual, para que aqueles que apelidam de “exageradamente cara” esta organização, para o próximo ano, considerem muito barata quando ela custar 120€, isto se conseguirem vaga.
    Aquele abraço e continua com o bom trabalho.
    Pedro Sampaio

    ResponderEliminar
  4. ..continuamente oiço isso e para mim passa a ser uma falsa questão. Os preços são definidos considerando custos e proveitos. Se não houver proveitos não há eventos de qualidade nos anos seguintes. Outra questão é a dos apoios...A minha opinião é que os preços não deverão baixar porque existem apoios. Se existem num ano ninguém os garante nos seguintes. Se não estão garantidos nos anos seguintes, como se faz? Aumentam-se ou descem conforme existam ou não?. Os apoios servem para criarmos valor à inscrição.
    Os preços dos eventos de BTT em Portugal são baratos. Digo mais, baratissímos. Esta situação é provocada por muitas empresas, ligadas a câmaras, e associações sem contabilidade organizada. Algumas delas fazem um excelente trabalho e são bem vindas, outras...deveriam ser caso de Policia.
    O Português não pode ver o vizinho a fazer bem. Multiplica o numero de pessoas pelo preço da inscrição e tem um total. Total que por vezes é alto, altíssimo, mas que não reflecte as despesas que são muitas.
    Somos organizadores, como vocês, de eventos. Somos a Horizontes e sabemos do que falamos. Já em 2010 tivemos que corrigir os nossos preços. As provas de 24 horas têm o mesmo preço desde 2002. Nessa altura era um bom preço..dava para oferecer refeições. Agora é impossivel..assim sendo não o fazemos.Resultado: não baixamos o numero de inscritos.
    Amigos, Zé e João...aposto que para o ano vão ter de subir o preço. Os eventos são para dar lucro, se os querem por muitos e bons anos.

    Paulo Garcia

    ResponderEliminar
  5. Bom João, sinceramente não há muito a dizer que já não tenha sido dito. Não acho a prova nada cara, mesmo até sem ter em conta o vosso empenho que tem sido mostrado semanalmente (que isso não há dinheiro que pague!).
    Que venha o dia do DBR depressa e "os cães ladram e a caravana passa!".
    Ninguém é obrigado a ir... querem ir a eventos de nome e pagar como o passeio de cicloturismo da aldeia... shame on you!

    ResponderEliminar
  6. Quando alguém se queixa do preço da inscrição no evento eu costumo olhar para a bicicleta dessa pessoa...

    Compreendo logo porque acham os eventos caros...já deram 5000 € pela bike! É incrível como o pessoal gasta tanto dinheiro nas bicicletas mas tem dificuldade em gastar dinheiro para as usar e conhecer os segredos no nosso rectângulo.

    Agora mais a sério, quem está por fora não imagina o que custa montar um evento deste. Se fosse tudo contabilizado, os preços teriam der ser umas 3 vezes maiores.

    Para se conseguir os preços correntes, usam-se viaturas do staff, não se paga todo o tempo perdido em reconhecimentos e a responder a e-mails. Não se paga de forma justa os bombeiros, escuteiros e outros voluntários. As autarquias lá vão dando alguma ajuda com a logística, pavilhões, etc. Algumas empresas ajudam nos abastecimentos, oferecendo produtos.

    Comecem a somar os custos e dividam pelos participantes...

    ResponderEliminar
  7. BOAS MALTA...
    SO TENHO PENA DE NÃO SER VOSSOS AMIGOS PESSOALMENTE.
    O CARO OU BARATO NÃO SE DISCUTE,A PROVA SO VAI QUEM QUER.
    O QUE PODE SER CARO PARA UNS PODE SER BARATO PARA OUTROS...
    CONTINUEM ASSIM ,BOM TRABALHO.
    MIGUEL-MALHOS TEAM

    ResponderEliminar
  8. Obrigado amigos pelo vosso feedback! Desde organizadores a atletas, é sempre bem-vinda a opinião de quem vive os eventos em PT.

    ResponderEliminar
  9. Digo apenas que no nosso cantinho, a malta não critica os eventos, mas sim os organizadores/organização.

    Um país pequeno, com eventos "a mais" acho eu, e claro, quando não chega criticar os eventos, passa-se aos organizadores!

    Basta estar atento a fóruns e afins!

    Poderia dar exemplos de várias maratonas, mas não vou entrar por esse lado. Estaria a entrar num campo muito pessoal. Mas posso dar um exemplo em que o "X" critica a maratona "Y" por ser "cara", e passados uns tempos fazem uma BEM MAIS CARA e em que têm direito a um track de Gps e uma Tshirt, nem um simples duche por exemplo!

    Confesso que já fui daqueles que também gosta de falar, mas depois de estar minimamente por dentro de um evento, nunca mais critiquei algo. É certo que entre "os de casa" vamos falando, ou porque não havia água, ou porque as marcações eram muito más, mas escrever sobre isso... NUNCA.

    Lembrem-se sempre que, apesar de terem pago a inscrição, 99% das pessoas que estão presentes num evento, são voluntários.
    Imaginem que tinham de pagar toda essa gente. Ou então, imaginem se eles não estivessem lá...

    Lembrem-se sempre que este desporto deverá ser acima de tudo um factor de união, e não o contrário!

    A melhor e maior sorte do mundo para a organização do DOURO BIKE RACE

    p.s.: Se tiverem dúvidas vão a um dicionário procurar o significado da palavra VOLUNTÁRIO

    ResponderEliminar
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  12. eu sou muito forreta! E não achei caro!

    ResponderEliminar

João Marinho
Mountain biker, trail runner & adventure sports addict