domingo, novembro 11, 2012

AX Trail Lousã

Falar nas  Aldeias do Xisto é falar numa das regiões mais bonitas de Portugal e um local para excelência para a pratica de desporto de aventura. A última vez que aqui estive foi em 2010 no saudoso GEO-RAID e por isso estava cheio de ansiedade para voltar a esta vila beirã. Integrado num grupo de grandes malucos, Rochinha, Vinhós, Jorge Ventura, todos de Amarante e todos iriamos fazer o Trail. A Sónia, namorada do Rochinha rapidamente entrou no espírito. Mas vamos por partes…
O tempo durante a semana assustou, chuva torrencial de certeza ia que causar estragos nos trilhos. Mas nada que nos desmotivasse. 


Chegamos na Lousã ao fim de noite, levantamos os nossos kits e rumamos à aldeia de Talasnal, uma Aldeia do Xisto ‘’perdida’’ no meio da serra. Segundo as indicações do Rochinha, a viagem demoraria 15min e tinha uma ‘’pequena’’ parte de terra. Começamos a subir a Serra…primeiro em asfalto, depois em caminho florestal, passam 10min, passam 20min, passam 30min….até que chegamos sãos e salvos e com uma aventura para contar. Há que dizer que a viagem foi feita num carro desportivo, já conseguem imaginar o cenário…


A casa é simplesmente espectacular, reconstruída, mas mantendo a traça original. Lareira, traves de madeira, soalho, paredes e escadas de xisto… ficamos todos maravilhados com o local. Era tarde, passava da uma da manhã e despertador estava marcado para as sete da matina. Toca a dormir, ou a tentar…
A manhã amanheceu chuvosa e fria…o dia promete pensamos todos. Há que fazer novamente o caminho de volta para a Lousã,  de volta à loucura…eu consegui adormecer durante a viagem, mesmo assim tal era o sono que eu tinha. 

 



Nos minutos antes da partida a chuva intensificou e o frio também. Houve várias tácticas dentro do nosso grupo: calças, calções, casacos, impermeáveis, manga curta…cada um de nós escolheu uma táctica diferente. A minha era levar o menos roupa possível para carregar o menos peso possível.



Era a minha primeira prova de Trail Run e nunca tinha feito 30km em montanha. Não sabia muito bem como iria reagir, mas estava cá para dar tudo o que tinha. Arranquei na traseira do pelotão e acelerei até chegar ou tentar chegar ao grupo da frente. Começaram os primeiros kms de trilhos e comecei a ficar fascinado pelo que via, single-tracks beirando o rio, várias passagem pelo rio, ora por pontes ora mesmo pela água, subidas técnicas e inclinadas e todas enlameadas…uau, estava a curtir bastante esta nova experiência. Talvez a parte mais alucinante e perigosa do percurso fosse o troço que fizemos junto a uma levada de água. Foram alguns kms onde apenas havia espaço para correr e com muito cuidado. Uma queda aqui teria consequência muito graves, todo o cuidado era pouco. Nesta parte alcancei o grupo da frente, eramos cerca de 10 atletas com muita ‘’vontade’’. 

 (Foto : Paulo Ministro)

Muito haveria para dizer sobre o percurso, mas apenas digo que foi das provas mais bonitas que fiz em toda a minha vida. Subidas tipo paredes intermináveis que punham à prova toda a nossa capacidade de sofrimento, trilhos técnicos empedrados e com muitas escadas à mistura, ora a subir ora a descer. E as passagens pelas Aldeia de Xisto? Simplesmente divinais! Aconselho vivamente a viram cá, seja para correr seja para caminhar, vale muito a pena. Grande parte da prova andei acompanhado, ou com adversários no horizonte, ora atrás ora a frente portanto andei sempre no redline. Consegui chegar ao 4º lugar à geral no km 22 e mantive a posição até à meta. Quando cruzei o arco de meta com pouco mais de 3h para 30km com 1 700m D+ ficou muito feliz. Estava exausto, mas é assim mesmo que tem de ser. Mais tarde soube que na minha categoria (seniores) fiquei em 3º, ou seja, tenho direito a pódio! Simplesmente inacreditável. 

 


O Vinhós completou a prova com 4.30h, com bom aspecto. Depois contou-me a história da prova e digamos que passou mal. Teve uma queda que lhe afectou o gémeo o esquerdo e teve que sofrer até chegar à meta.
O Jorge e Rochinha fizeram a prova juntos, a curtir! Conseguiram cumprir o objectivo a que se tinham proposto, terminar a prova e bem dispostos. Demoram 5.45h, mas isso é menos relevante, completar esta exigente prova deixou todo o grupo feliz.

Paralelamente à nossa prova, decorria o ULTRA TRAIL com 84km e 5 000m D+. Os atletas saíram às 06h da manhã e tinham\tem 20h para completar a prova . Estou a escrever este relato, são perto de 21h e penso nos ultras que ainda estão algures pela serra, com chuva, frio, nevoeiro, vento e de noite. Espero que todos os atletas consigam sobreviver a estas condições. 

Quero agradecer aos companheiros de grupo por me ‘’adoptarem’’. Obrigado à Sónia por nos aturar e por fazer valer os seus dotes colunários. Espero poder a repetir esta experiência no futuro. Foi o máximo!


Obrigado amigos e obrigado a todos os que me apoiaram! 

Parabéns à GO-Outdoor pela prova que montaram. Quem trabalha por paixão colhe sempre os seus frutos. Obrigado Fernando, Marco e Ana!


Nota. Durante a entrega de prémios fiquei a saber que afinal tinha ficado em 4º lugar em seniores. Ontem a organização tinha me dito que fiquei em 3º na minha categoria, mas tudo bem, a festa manteve-se. 

15 comentários :

  1. Adoro ler seus relatos português! Agora que vc curtiu o trail run ta ferrado, já viste o caminho que tem pela frente!
    Parabéns pela prova que essa seja a primeira de muitas! Te amo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei, to feito ao bife mas tudo bem...a gente arruma um jeito :)

      Eliminar
  2. João..... ELA TE AMAAAAAA :D

    Tanto km? A pé??????

    Dasssss.......!!!!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alguns quilhometros foram pelo ar :)

      Eliminar
  3. OOOOOOOOOOOO quêêêêêêêêêêêêê aaaaaaa pééééééééééééé???????

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. sinheeeee, a penantes pelo meiuuuu do matuuuu com pedras, regus e rius, foi agreste!

      Eliminar
  4. Didier Valente10:51 da tarde

    Eu também lá estive e foi simplesmente Fabuloso!!!
    A minha 1ª paixão também é o BTT, mas desde há 1 ano atrás o Trail tem ganho o seu espaço.
    Parabéns pelo excelente resultado João Marinho.
    Em 2013 há mais AxTrail...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amigo,
      Espero poder repetir um Trail, mas como este na Lousã será certamente complicado. Adorei tudo, paisagens, atletas, organização, dureza, trilhos...foi de facto muito bom! Um abraço e boas corridas e pedaladas :)

      Eliminar
  5. Parabéns pela prestação e obrigado pelo relato!

    Preciso de umas dicas para ir a esse paraíso....

    Abraço

    ResponderEliminar
  6. Grande João... Eu tb entro na tua historia eu fui o rapaz que tu passas-te aos 22 km ehehhe:) Grande abraço

    Marco Marques

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grande Marco, tivemos uma disputa bem interessante durante a prova. Para mim mais importante que o lugar, foi a experiência que vivi e que para mim foi muito positiva. Forte abraço!

      Eliminar
  7. Parabéns pela exelente prova de trail.. deves ter passado passado por mim a alta velocidade,vais continuar a praticar running Trail ou foi só uma experiencia?
    Para ti que praticas BTT quais as grandes diferenças que notaste para a bicicleta em montanha?

    Espero te ver nos Trail dos Abutres..
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Pedro,
      Obrigado pelo comentário. Sobre se vou participar em mais provas de Trail...hummm...gostei, aliás adorei esta modalidade e o enquadramento com a Natureza. Mais não digo :)
      O Trail é muito diferente do BTT. Músculos, técnica, obstáculos, dores...O que aproveitas do BTT é mesmo a capacidade de sofrimento e a ''caixa de ar''. De resto os treinos são totalmente diferentes...Ùm abraço!

      Eliminar
  8. gostei muito de ver estes comentários. força rapaziada.

    ResponderEliminar
  9. Eis uma das provas que quero tanto ir fazer!

    ResponderEliminar

João Marinho
Mountain biker, trail runner & adventure sports addict