segunda-feira, dezembro 17, 2012

S. Silvestre do Porto

Antes de falar da prova, falo do ''estagio'' do dia anterior. De manhã mais de 4h treino de estrada que incluiu a subida da Serra do Marão por dois lados, pelo ao Alto de Espinho e pelo Alto de Quintela. Foram 100km e mais de 2 200m D+ na companhia do Luís Leite que estava a começar os treinos de pré-época em bicicletas...começou bem! A tarde foi passada a correr, saltar, subir e descer escadas pelas ruas de Amarante. Estive com a equipa da A.D. Amarante Trail Run a captar imagens para o vídeo de promoção. Foi uma tarde bastante divertida, que rendeu inúmeras risadas e deu para perceber que o grande espírito que une esta equipa.


Podem acompanhar a A.D. Trail Running Team através das seguintes formas:

Site : http://adatrailrunning.blogspot.pt
Facebook: www.facebook.com\adatrailrunningteam
Youtube: www.youtube.com/user/ADATrailRunning

Também já tem um evento (Urban Trail) (gratuito) agendado para dia 23 de Dezembro em Amarante. Podem ver mais informações aqui:
http://adatrailrunning.blogspot.pt/2012/12/christmas-trail-amarante-23-de-dezembro.html 


Irei mais tarde falar sobre esta equipa que apesar de ter ainda uma vida muito curta, o entusiasmo dos seus elementos é enorme!

Falando sobre a S. Silvestre...bem, acho que tenho de contar todo o complicado processo!


Primeira tentativa de inscrição foi através da equipa da ADA Trail Running Team. O formulário da equipa foi submetido para a organização, assim como o respectivo pagamento dentro do prazo limite, mas as inscrições já tinham esgotado. Foram feitos diversos contactos com a organização, mas não se conseguiu desbloquear a situação. Eu iria correr de qualquer das formas, com ou sem numero, queria testar a minha forma de ''corredor''.
Através de um amigo surgiu a possibilidade de correr com o frontal de outra pessoa que por motivos pessoais não iria correr. Tive a confirmação que iria ter esse numero ao inicio da tarde de domingo, o dia de prova portanto. Queria ter um numero, nem que não fosse meu, para que o tempo ficasse registado através do chip.

Chegamos 1h antes da prova começar à Praça da Liberdade e aguardamos pela pessoa que iria trazer os tão aguardados números...o tempo passa, espera, desespera até que estávamos a 5min da partida e ''números de grilo''. Eu decidi ir para a linha de partida mesmo sem numero! Não era a situação que mais me agradava (e a organização que me perdoe), mas depois de todo o entusiasmo que coloquei nesta prova eu queria mesmo testar-me.

Foi dado o tiro de partida e eu ''infiltrei-me'' pelo meio da multidão que largou correndo desalmadamente pela Av. dos Aliados abaixo. Sem aquecer e com o stress da entrega dos frontais, demorou algum tempo até entrar no ritmo.

O percurso era igual ao de 2011 que também participei. Tinha longas subidas e longas descidas pois claro que permitia velocidades elevadas (a quem tivesse pernas). Com a chuva que se fez sentir durante a tarde o piso estava escorregadio e obrigava a atenção redobrada. Correr em cima do paralelo e da calçada portuguesa a grande velocidade poderia originar uma queda com consequências nada agradáveis.

Depressa cheguei aos 3km de prova, olhei para o Suunto e marcava 11min! Estava a ''queimar'', mas eram ''só'' 10km por isso tinha que aguentar o máximo que podia aquele ritmo. O meu objectivo inicial era não passar a barreira dos 35min, sabia que seria muito complicado e ambicioso, mas porque não tentar?!

Quando passei o pórtico de meta o Suunto registou 35min e 36 segundos, é certo que não consegui o meu objectivo inicial, mas depois da conturbada partida fiquei feliz com a minha prestação.Não recebi a medalha da prova (bem bonita por sinal), mas fica registo do relatório da prova:

Distância percorrida: 9.9km
Tempo decorrido : 35.36min
Velocidade média : 16.63km\h
Velocidade máxima: 25.92km\h
Acumulado de Subida : 155m
Acumulado de Descida: 156m
Batimento cardíaco médio: 165bpm
Batimento cardíaco máximo: 179bpm

Acabei com a sensação que poderia ter puxado mais por mim, mas hoje(segunda-feira) quando escrevo isto consigo subir e descer escadas e consigo pedalar. Talvez se apertasse mais a situação não seria igual.

Participar na S. Silvestre significa rever muitos e bons amigos das bicicletas: Tiago Aragão, Francelino, Tiago Ferreira, Tiago Almeida, André Alves, Sérgio Pinho, Bilinho, Frinxas, Sandra, Nuno Fernandes...e muitos outros que pude rever e trocar algumas palavras.


Obrigado ao Miguel Silva pela boleia de Amarante para o Porto.

4 comentários :

  1. O Afonso????

    Nas corridas????

    Não sabia :)

    BELA SÃO SILVESTRE.

    35 MINUTOS??? Sou mesmo empenado.
    Pelo menos fiz um pulso médio como o teu ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Frinxas, o Queniano de Ermesinde fez 52min! É muito bom para quem se lembrou agora de correr..já te estou a ver a fazer um Trail de 30km em breve :)
      Um abraço e obrigado pela ajuda da Sandra. Manda um beijo meu para ela e para a Martinha.

      Eliminar
  2. Muito bom tempo.

    Para quem se iniciou, há relativamente pouco tempo, nas corridas, registas tempos excelentes. Continua a apostar nisto.

    Se te safasses bem a nadar, davas num excelente triatleta, já que te baterias muito bem nos segmentos de ciclismo e corrida.

    Parabéns!

    César

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado César. Sobre o Triatlo, o meu problema é mesmo a natação. Apesar de saber nadar, teria de aperfeiçoar bastante este desporto para aguentar a secção da natação. Mas gostava de experimentar...e até sonho com um IRONMAN :)
      Abraço

      Eliminar

João Marinho
Mountain biker, trail runner & adventure sports addict