segunda-feira, novembro 25, 2013

Deserto do Gobi - Encontrei uma cidade...

Quando se anda centenas de kms na solidão do deserto a única pessoa com quem podes conversar é com nós próprios e com Deus. Dá para pensar e repensar sobre tudo na nossa vida. Tens todo o tempo do mundo para organizar os pensamento e as ideias. Pensar em novos projectos,  olhar para o futuro de outra forma e com com outra energia.

Ao fim do 4 dias no deserto onde só via Gers (cabanas onde os nómadas vivem) voltei a encontrar uma ''cidade''. As cidades na Mongólia são um conjunto de casas, o equivalente a uma pequena aldeia de Portugal. Tinha as reservas de comida a chegar ao limite e já desesperava por água e Coca-Cola...

Entrei num pequeno supermercado para comprar mantimentos e as pessoas olharam para mim como se fosse um E.T. Comentavam sobre mim em jeito de burburinho, quando olhava sorriam e eu sorria também.  Lá dentro do supermercado não consegui explicar o que queria então fui às prateleiras pegar nas coisas.

Cá fora estava um grupo de crianças a brincar na rua então comprei um saco de gomas e distribui por todas elas. Nunca mais me largavam.

Nesta ''cidade'' perguntei por um local onde podesse dormir, tipo pensão. Acabei por dormir no hall de entrada de uma casa onde tinha um conjunto de camas. Era os quartos que tinham para os hospedes.

Ao fim de 4 dias sem tomar banho, perguntei como podia fazer para me lavar. Trouxeram um balde de água e uma pia de aço inox...imaginem como é que ficou a água...
















2 comentários :

  1. Só percebemos o luxo que temos, quando estamos privados dele :)

    ResponderEliminar

João Marinho
Mountain biker, trail runner & adventure sports addict