quarta-feira, agosto 24, 2011

Rocky Mountain Slayer - Teste!

 

Depois de algumas dezenas de kms feitos nesta bicicleta sejam a fazer puro freeride, passeios domingueiros, reconhecimentos para a Douro Bike Race ou mesmo maratonas, com esta bike já fiz de tudo um pouco. Desde 2001 que não usava uma bicicleta deste tipo, estava portanto esquecido do gozo que proporciona. O peso compromete a performance a subir, mas ela também foi propriamente pensada para escalar montanhas, apesar de surpreender a capacidade com que ultrapassa as subidas mais íngremes.



As especificações exactas da bicicletas podem encontrar no site da Rocky Mountain. O modelo que tenho vindo a usar é o Slayer 50 que se situa entre o 70 (topo de gama) e o 30 (entrada de gama). As especificações sobre o equipamento estão aqui.

O coração de uma bicicleta é o quadro. A construção integral em alumínio hidroformado segundo o conceito FORM resultam num conjunto super robusto. Tubos sobre dimensionados, direcção cónica, o eixo de 20mm na frente e 15mm na roda traseira contribuem em muito para esta rigidez.
Qualidade de construção - FORM 


from on Vimeo.


        Geometria \ Posição de condução   - Straight-up Geometry

          from on Vimeo.

        Perfomance a subir  - Smoth Link 


        from on Vimeo.


          Vejam o teste na Bike Magazine de Janeiro deste ano onde atingiu a pontuação 5 valores (escala 0 a 5)


           

          Na revista Decline


           
           



          Em sites e revistas online:
          Com esta informação de certeza que a vossa noção de uma bicicleta com 160mm de curso muda.

          Esta bicicleta está à venda como usada aqui:
          http://www.blognexplore.com/2012/04/rocky-mountain-slayer-50-tamanho-m.html

          Love the Ride!

          Sem comentários :

          Publicar um comentário

          João Marinho
          Mountain biker, trail runner & adventure sports addict